curiosidades

 
postagem

Espaços corporativos: como planejar e implementar?

Para que um espaço corporativo seja mais do que simplesmente planejado e implementado, é fundamental, ainda em primeiro plano, levar algumas características em conta. São elas: – Funcionalidade; – Design; – Harmonia;- Sustentabilidade.

A partir disso, um ambiente pode ser moldado de acordo com o melhor não somente no que diz respeito aos seus efeitos estéticos, mas também no que tange às motivações geradas em um ambiente produtivo – como é o caso de escritórios, salas comerciais, agências e espaços semelhantes. Ainda neste contexto, o ambiente corporativo precisa ser saudável não somente para os colaboradores que transitam por entre as suas áreas diariamente.

Além deles, clientes, terceiros e a comunidade como um todo precisa compreender – no consciente ou no inconsciente – de que aquele determinado espaço foi criado de maneira estratégica e por meio de uma gestão integrada que preza por um espaço dinâmico e, reafirmando, saudável.

Sustentabilidade

Para ser considerado saudável, as estruturas do ambiente corporativo necessitam, quase que por obrigação, obedecer a algumas regras pregadas ela sustentabilidade, conceito que, por si só, é um dos mais relevantes na contemporaneidade. Nestas aplicações, sustentabilidade em tudo tem a ver não somente com identificação, mas também com os requisitos legais da formatação de um ambiente em níveis de engenharia e arquitetura. Por meio desses requisitos, qualidade, segurança, saúde e meio ambiente propriamente dito precisam ser respeitados de acordo com o que prevê a lei nacional vigente.

Também através da sustentabilidade, é possível mensurar as eventuais áreas de risco em que o espaço será planejado, construído, aplicado ou, de fato, implementado. Com esse detalhamento, o próprio índice de acidentes de trabalho diminui natural e gradativamente, fazendo com que o ambiente comercial e/ou industrial como um todo se classifique, aí sim, como positivo em termos de segurança e desempenho.

Aproveitamento espacial e definição do perfil da empresa

No campo prático – que vai além dos campos técnicos, jurídicos e legais -, o planejamento e a consequente implementação de um espaço corporativo ainda atua em duas diferentes frentes. Na primeira delas, o aproveitamento espacial deve ser estratégico com o objetivo de não somente promover uma área de trânsito livre, mas ainda gerar uma melhor entrada e saída da corrente de ar no escritório.

Por fim, a construção ou a adaptação de um espaço corporativo qualificado só podem ser taxadas de tal forma se o perfil da empresa apta a ser instalada no local for devidamente traçado e alinhado de acordo com os itens dispostos na área. Esta é uma regra que engloba cores, móveis, jardins e outros componentes estruturais.

 

ver todas